Compartilhe esta postagem

Por Anne Flekner

Uma pergunta que nos faz pensar.

Uma pergunta que a todo momento aparece. Seja numa conversa formal ou informal.

Uma pergunta que muitos gostam de ajudar a achar o caminho.

Mas vamos falar a verdade. Qual é a sua meta de vida?

Pausa… resposta difícil né? Ou resposta fácil?

Muitos neste momento devem estar pensando, fácil, minha meta de vida é ser feliz. Mas o que é a felicidade?

Ou minha meta de vida é ter o emprego dos meus sonhos. Mas o que é ter um emprego dos sonhos?

Ou minha meta de vida é ter uma família feliz. Mas o que é ter uma família feliz?

E tantas outras respostas que podem passar pela cabeça neste momento.

No meu caso, a resposta é muito simples e objetiva. Minha meta de vida é viver um dia de cada vez.

Uma das doenças mais graves e em pauta ultimamente é a depressão, a ansiedade, a busca por algo que parece não existir. E na minha opinião, vejam bem, não sou nenhuma especialista, é apenas uma percepção, isso se deve ao fato das pessoas não estarem presentes e vivenciando o seu dia a dia.

A cabeça, o pensamento, os desejos, estão sempre no futuro, projetados para frente, para um momento distante, para algo que ainda vai acontecer, para um futuro que talvez nem tenhamos a oportunidade de viver.

Por isso vivo um dia de cada vez e agradeço por todas as realizações diárias, pelas metas alcançadas diariamente. Sejam nas coisas mais simples como nas mais complexas.

Tudo passa a fazer um novo sentido. Hoje pude preparar o almoço e buscar minha filha mais cedo na escola. Amanhã estarei em uma reunião de trabalho, depois uma viagem, uma comemoração com os amigos e quem sabe o dia de amanhã? E assim a cada dia metas vão sendo realizadas e nada mais parece estar tão distante.

Atualmente, conduzo meu trabalho na área de marketing digital e produção de conteúdo desta mesma forma, tenho metas diárias e comemoro cada uma delas que realizo, cada etapa, cada entrega e cada novo projeto.

Não sei, tem funcionado e minha vida tem se tornado mais leve. Que tal experimentar?

Só depende de você!

 

LEIA TAMBÉM